Tudo Sobre

Desde a saída dos norte-americanos do país, em 2021, e a retomada do Talibã, Afeganistão sofre com sanções internacionais que afetam diretamente a população.
Refugiado do Mali sonha em conseguir o visto permanente para viver no Brasil. Dono de loja conta que seus pais vieram do Líbano e explica por que ajuda os africanos.
Taher Karimi morou por dois meses sozinho no Brasil, de onde pretende seguir viagem com a família para o Canadá.
Voluntários ensinam português a refugiados afegãos no aeroporto de Guarulhos. O Profissão Repórter registrou o esforço deles para aprender o idioma e começar uma nova vida no Brasil.
Assim como centenas de afegãos, Jarúlla Mansoori foge do grupo radical.
Medida foi aprovada por decreto e entrará em vigor esta semana. Porta-voz do regime, no poder no Afeganistão há pouco mais de um ano, alegou que governo 'fez todo o possível' para permitir a presença de mulheres nestes locais, mas alega que população descumpriu regras.
Ex-ministro dos Transportes está entre os mais de dois mil afegãos que chegaram ao Brasil desde o início de 2022 para fugir do regime Talibã. Ele saiu de seu país com a mulher e os cinco filhos após ser ameaçado de morte.
O Talibã é um grupo extremista islâmico que voltou a assumir o poder no Afeganistão após mais de 20 anos. O Talibã foi derrubado em 2001 pelo exército dos EUA, após os atentados do 11 de setembro. O país era a casa de Osama Bin Laden, mandante dos atentados contra as Torres Gêmeas. Em 2021, o exército americano deixou o Afeganistão e o Talibã voltou ao poder. O regime do Talibã é conhecido por uma violência extrema, principalmente contra as mulheres. Nos últimos meses, centenas de refugiados afegãos desembarcaram no Aeroporto Internacional de Guarulhos, fugindo do Talibã.
Um grupo de afegãos improvisou acampamento no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, e aguarda abrigo. Depois que passou a conceder vistos temporários com caráter humanitário, o Brasil virou um dos principais destinos para aqueles que fogem do grupo extremista Talibã.