Principal banco de dados do mundo sobre conhecimento e gestão sustentável da terra agora está disponível em português

Principal banco de dados do mundo sobre conhecimento e gestão sustentável da terra agora está disponível em português

Com apoio do Projeto REDESER, plataforma WOCAT torna acessível seu acervo de melhores práticas de gestão sustentável da terra para os 10 países do mundo que falam português

A tradução foi viabilizada pelo projeto “Revertendo o Processo de Desertificação nas Áreas Suscetíveis do Brasil: Práticas Agroflorestais Sustentáveis e Conservação da Biodiversidade”, também conhecido como REDESER.

Estão disponíveis mapas, gráficos, informações relevantes e documentos sobre práticas de SLM testadas em diferentes lugares do mundo. Além disso, os profissionais que atuam na área também podem compartilhar suas próprias práticas e pesquisas.

Segundo o coordenador técnico do projeto, Gustavo Pinho, a tradução da plataforma propicia um ambiente mais acessível e amigável para pesquisadores e instituições, o que permitirá um maior intercâmbio das experiências não só pelo Brasil, mas também por outros países.

“Esta não é só uma oportunidade de melhorar o conhecimento dos países que falam português sobre as práticas de SLM, mas também de aumentar a representatividade das ações dos países que falam português na plataforma”, completou Pinho.

Em 2020 o Banco de Dados Global de SLM da rede WOCAT foi oficialmente reconhecido pela Convenção das Nações Unidas para o Combate à Desertificação (UNCCD) como o principal banco de dados global sobre melhores práticas de gestão sustentável da terra.

Lançado em 1992, o WOCAT é uma rede global que tem o objetivo de documentar, compartilhar e aplicar conhecimentos de gestão sustentável da terra (SLM). Pioneira em ações transformadoras para a SLM, a rede estabelece um espaço inovador para compartilhar e dar escala a boas práticas para enfrentar a degradação da terra, as mudanças climáticas e a perda da biodiversidade.

Financiado pelo Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF), e com Ministério do Meio Ambiente (MMA) como principal parceiro executor, o REDESER tem como objetivo interromper e reverter o processo de desertificação, por meio de ações para enfrentar as causas cada vez mais crescentes da degradação do solo e da perda de biodiversidade nos ecossistemas da Caatinga, com foco nas Áreas Suscetíveis à Desertificação (ASD).

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER