Projeto "Bom Dia, Mesquita" reduz número de delitos na cidade

“Entre 2020 e 2021, ainda tínhamos uma circulação menor de estudantes, por exemplo, nas ruas e nos transportes públicos. Algumas empresas também adotaram o home office entre seus funcionários e só começaram a ter mais atividades presenciais com o avanço da vacinação no país, ou seja, depois de setembro ou outubro do ano passado. Então, esse período entre 2020 e 2021 certamente teve menos pessoas nas ruas. E, ainda assim, entre 2021 e 2022, tivemos quedas expressivas nos nestes delitos”, valoriza Renata.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor.

Fique de olho! Um e-mail de confirmação será enviado para sua caixa de mensagens.

Em casos de erros de português ou de informações sobre este conteúdo, por favor, nos informe: