Brasil tem 21 universidades em ranking das mil melhores do mundo — mas nenhuma no top 100 | Educação | G1

USP é líder entre as instituições brasileiras no ranking recém-publicado — Foto: CECÍLIA BASTOS/USP IMAGENS/BBC

A empresa de consultoria Shangai Ranking, da China, divulgou na segunda-feira (15/8) a lista das mil melhores universidades do mundo em 2022. A seleção traz 21 instituições de ensino e pesquisa brasileiras, mas nenhuma delas figura entre as 100 primeiras.

De acordo com o levantamento, as melhores universidades brasileiras são todas públicas.

Vale destacar que o trabalho da Shangai Ranking define a posição exata das primeiras 100 universidades que compõem a lista.

A partir daí, as instituições são agrupadas por dezenas ou centenas, sem determinar a ordem entre elas — é por isso que as instituições brasileiras estão posicionadas entre 100 a 150 ou 701 a 800, como você confere na tabela a seguir.

As melhores universidades do Brasil — Foto: BBC

O grupo das quinze melhores universidades do mundo é composto exclusivamente por centros de ensino e pesquisa localizados nos Estados Unidos e no Reino Unido:

As melhores universidades do mundo — Foto: BBC

Na Europa continental, os centros com a melhor colocação são a Universidade Paris-Saclay (16ª posição), na França, e a ETH Zurich (20ª), na Suíça.

Já na Ásia, as melhores instituições, de acordo com o ranking, são a Universidade de Tóquio (24ª), no Japão, e a Universidade Tsinghua (26ª), na China. Na Oceania, o destaque vai para a Universidade de Melbourne (32ª), na Austrália.

Na África, a Universidade da Cidade do Cabo, localizada na África do Sul, aparece entre as posições 201 e 300.

O levantamento feito todos os anos pela Shanghai Ranking acontece desde 2003 e leva em conta critérios como o número de alunos e professores que ganharam prêmios Nobel e medalhas Field, pesquisadores com trabalhos recentes de referência na área de atuação deles e pesquisas publicadas por representantes das instituições em periódicos de alto impacto, como Nature e Science.

O ranking recém-publicado também analisa a performance das instituições em diversas áreas do conhecimento.

Elas são divididas em cinco categorias principais: Ciências Naturais (Matemática, Física, Química…), Engenharia (Mecânica, Telecomunicações, Recursos Hídricos…), Ciências da Vida (Agricultura, Veterinária, Biologia…), Ciências Médicas (Medicina, Saúde Pública, Odontologia…) e Ciências Sociais (Economia, Direito, Administração…).

Das 54 áreas analisadas, o Brasil tem universidades que integram o top 50 mundial em seis delas:

Em que áreas as universidades brasileiras se destacam? — Foto: BBC

Na América Latina, o Brasil é o país com o maior número de instituições de ensino e pesquisa no ranking. Na sequência, aparecem Chile (com 4 representantes), México (4), Argentina (2), Colômbia (2).

Brasil tem duas universidades que oferecem cursos de Odontologia entre as 50 melhores do mundo — Foto: BBC/MARCOS SANTOS/USP IMAGENS

Outras nações da região não tiveram representantes entre as primeiras mil universidades.

Já entre os integrantes do Brics, bloco econômico que reúne países emergentes, o Brasil fica bem atrás da China, que possui 186 instituições no ranking das mil primeiras, mas supera Índia (14), Rússia (10) e África do Sul (9).

- Texto originalmente publicado em https://www.bbc.com/portuguese/brasil-62548262